6/9 Dia do Sexo





O "Dia do Sexo" é comemorado neste domingo (6). A data é celebrada desde 2008, quando uma fabricante de preservativos desenvolveu uma ação de marketing para promover o dia ao calendário oficial. O movimento caiu nas graças do público e agora é comemorado anualmente.

Sexo faz muito bem à saúde. Veja alguns motivos para não deixar a data passar "em branco".
Sexo diminui o estresse - O prazer associado ao sexo e às relações afetivas causa maior estabilidade emocional. Com isso, os níveis de estresse tendem a diminuir. O cortisol, conhecido como hormônio do estresse, também tem sua produção reduzida, conforme explica um estudo escocês publicado na revista Biological Psychology.
Sexo melhora o sono - O relaxamento que o orgasmo traz contribui para que você durma melhor e não apenas no dias em que houver sexo. A reação tem efeito prolongado, devido à ação dos neurotransmissores que passam a agir no organismo com mais regularidade e numa quantidade maior.
Sexo queima calorias - Segundo a Associação Americana de Educadores e Terapeutas Sexuais, meia hora de sexo queima, em média, 85 calorias.
Sexo alivia as crises de enxaqueca - Dor de cabeça não é desculpa para fugir da relação. Pelo contrário. O orgasmo libera substâncias que atuam no sistema nervoso, como endorfinas.
Sexo fortalece os ossos - Uma frequência regular de relações sexuais aumenta o nível de estrogênio no organismo. O hormônio feminino tem efeito protetor na saúde óssea, especialmente em mulheres que estão ou já passaram da menopausa.
Sexo combate a incontinência urinária - De acordo com Gillian Vanhegan, do Royal College Obstetricians and Gynaecologists, no Reino Unido, o sexo é uma boa forma para fortalecer a musculatura pélvica, que detém a urina. Conforme a idade avança, esses músculos vão enfraquecendo e a mulher pode desenvolver incontinência.
Sexo alivia as cólicas da TPM - Os movimentos realizados no ato sexual estimulam os órgãos internos, que ficam mais relaxados. Assim, há diminuição das dores nos dias que antecedem a menstruação.
Sexo melhora o aspecto da pele - O que, para muitas, é apenas ditado popular, na verdade é comprovado por cientistas. Um estudo realizado pela Universidade Queens, no Reino Unido, apontou que o orgasmo libera hormônios ligados ao brilho e à textura da pele e dos cabelos. Além disso, a vasodilatação e o aumento da temperatura corporal causados pela atividade sexual contribuem para uma pele mais viçosa.
Sexo aumenta a imunidade - Um estudo feito pela Wilkes University, nos Estados Unidos, mostrou que uma vida sexual ativa aumenta os níveis de um anticorpo responsável pela proteção do organismo contra infecções, gripes e resfriados.
Sexo ajuda a envelhecer melhor - Um estudo da Universidade da Califórnia (EUA) mostrou que mulheres que transam com regularidade têm uma velhice mais tranquila. Os pesquisadores concluíram que uma rotina sexual ativa após os 60 anos contribui para a qualidade de vida e a felicidade.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Tire suas dúvidas



Topo